Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

White Helmets, humanistas ou terroristas? Parte 1, por Luís Garcia

31.12.16 | Pensamentos Nómadas
 

 

White Helmets, humanistas ou terroristas? Parte 1, por Luís Garcia

 

Luís Garcia POLITICA SOCIEDADE Fake News  

 

Os White Helmets segundo os White Helmets e os media mainstream

Os White Helmets (Capacetes Brancos) ou Defesa Civil Síria (como são também erroneamente denominados, pois esta existe há décadas mas é controlada pelo governo de Damasco) são tudo gente mais pura que um recém-nascido, fazem parte de uma ONG que não recebe financiamento de estado nenhum de forma a manter a sua neutralidade e imparcialidade, pois claro. Os seus membros são honrados médicos, pasteleiros, pintores, costureiros, professores, engenheiros, carpinteiros, estudantes e vendedores de banha de cobra que largaram as suas nobres profissões por uma causa ainda mais nobre: salvar vidas humanas das garras do sanguinário al-Assad.

 

White Helmets Heroes

 

Como podem ver pela montagem acima, andam todos com barbas bem aparadas que transparecem decência e inspiram confiança (retenham em mente este detalhe). As suas especialidades são carregar martelos pneumáticos às costas com os quais desenterram vítimas dos barris-bombas do sanguinário al-Assad e correr em slow motion levando ao colo crianças vítimas dos barris-bombas do sanguinário al-Assad, sempre num ângulo relativo à câmara que proporcione melhor iluminação para a foto do que numa foto tirada num estúdio de fotografia profissional e posteriormente processada durante mais de 2 horas num versão actualizada do Photoshop. Enfim, milagres que com certeza deus nosso senhor todo-poderoso proporciona aos fotógrafos White Helmets que documentam a bárbarie Al-Assadiana. Nas horas vagas, dedicam-se ainda, segundo eles, à encenação de resgates e maquilhagem de falsos feridos que um gajo inocente como eu, ao ver o produto final, não consegue distinguir a montagem da montagem! Perdão, a montagem da realidade! Mas já lá iremos na segunda parte. Vejamos agora o trailer de um documentário da Netflix (sobre os White Helmets) de deixar em choradeiras piegas mesmo a um carrasco pró-Assad depois de morto e enterrado:

 

 

E, para não dizerem que sou parcial, aqui vão 2 slideshows com 20 fotografias, sim, 20 fotografias de heróis em slow motion salvando criancinhas. Não, não foi em Hollywood, foi mesmo em Aleppo, dizem eles, e corroboram os nossos media mainstream, que se passaram as seguintes cenas:

 

Slideshow 1

  

Slideshow 2

 

 

Por exemplo, cliquem na foto abaixo para vê-la em alta-resolução e elucidem-me se que o que vejo na parte branca da cara do pobre rapaz é pó dos destroços provocados pelos barris bomba de al-Assad... ou creme Nívea mal espalhado? É que eu sinto-me confuso:

 

PhotoDiary_Syria1.jpg

 

Eu não digo (por enquanto) que sejam encenadas as fotos, mas não deixo de me espantar com o contraste enorme entre fotos de guerra dos White Helmets, dos Observatório Sírio dos Direitos Humanos, dos Free Syrian Voices, dos Mayday Rescue, dos Syrian Network For Human Rights, e as fotos de guerra do lado pró-governo sírio. Há uma diferença que me transtorna: nas fotos dos White Helmets e companhia, as vítimas estão todas pintadas de pó branco e sangue vermelho. Pó muito branco mesmo e sangue muito vermelho mesmo. E ambos em enormes quantidades. Mas é tudo! Não passam disto as consequências dos barris-bombas do sanguinário al-Assad. No entanto, quando vejo fotos e vídeos das vítimas dos roquetes e das armas químicas dos heróicos rebeldes libertadores, vejo crianças sem membros, pele rasgada com carne à mostra, ossos expostos, bolhas amarelas provocadas por gases tóxicos, etc. E, para meu espanto, nas fotos e vídeos destes, o pó não é nem tão branco nem tão abundante. O sangue não é nem tão vermelho nem tão abundante... mas enfim, devem ser paranóias minhas, gajo que, segundo alguns, é (sou) pago pelo Kremlin e por Damasco para espalhar fake news através do seu blog que (quase) ninguém lê e através da sua conta Facebook que não chega a 100 amigos e com a qual pouco ou nenhum constrangimento pode causar nas páginas dos media portugueses no Facebook visto que, a cada vez que comenta com voz dissonante um qualquer post relacionado com a Síria, acaba sempre bloqueado. 

 

Voltando aos White Helmets, pessoalmente, a característica que prefiro dos White Helmets é a super-heróica avengeriana capacidade de detectar - só com os olhos e o sabor do ar - Sukhoi SU-24 russos nos céus que são depois perseguidos, a pé, por estes bravos homens. Objectivo? Desenterrar criancinhas com martelos pneumáticos, vítimas dos bombardeamentos completamente aleatórios decididos em dias nos quais Putin acorda com diarreia ou com um torci-colo de lhe trazer lágrimas aos olhos. E quando não são caças russos, são caças sírios, que al-Assad não é menos propenso a diarreias matinais, e acha imensa piada gastar as últimas libras sírias em barris-bomba, cagando-se completamente para o facto do povo sírio andar há anos a passar fome graças ao humanitário embargo económico dos EUA, União Europeia e restantes estados vassalos do Império. Enfim, coisas que um gajo aprende assistindo a Aljazeerazinha (AJ+) financiada pelos mesmos humanistas cataris que não distribuem (poucos) milhões de dólares em armamento por entre a oposição síria e o Estado Islâmico. Em mais um golpe de imparcialidade, hehe, heis 3 excelentes vídeos da AJ+ sobre os White Helmets:

How These Ordinary Citizens Became Heroes Of Syria

 

Syria's White Helmets 

 

The White Helmets Are Saving Syria From Within

 

Repararam no terceiro vídeo, sobre o resgate do Omran Daqneesh? Ah, gente boa estes White Helmets, também foram eles que realizaram o épico resgate! Mas onde andava eu com a cabeça para poder ter escrito o recente artigo FAKE NEWS - tadinho do puto da cadeira laranja! Que bicho desalmado sou eu, ahahah! 

 

FAKE NEWS - tadinho do puto da cadeira laranja, por Luís Garcia

 

Agora mais a sério, aqui fica uma lista das características que os White Helmets (e seus apoiantes) atribuem a esta organização:

  • Financiam-se com doações provenientes de privados;
  • Não recebem doações de estados, de forma a manterem-se politicamente independentes;
  • São uma ONG "ferozmente independente";
  • São neutros e imparciais, tendo como único objectivo aliviar o sofrimento humano; 
  • Não fazem distinção entre feridos dos 2 lados do conflito;
  • Salvaram várias dezenas de milhares de vidas;
  • Encontram-se por todo o país, em mais de 100 localizações diferentes;
  • São pacifistas, humanistas, solidários;
  • São voluntários provenientes de várias áreas profissionais;
  • São sírios;
  • Não utilizam nem tampouco carregam armas consigo;
  • Fornecem serviços civis a quase 7 milhões de pessoas;
  • Etc.
  • Ahhh, e mereciam ganhar o Prémio Nobel da Paz.

 

Visitem a página oficial dos White Helmets e leiam as maravilhas que dizem deles mesmos:

 

Muito bonita, sem dúvida, a estória dos White Helmets, mas eu proponho, baseado numa extensa quantidade de factos disponíveis (que irei partilhar aqui), discordar a 100%, pelos menos, hehe, desta angélica versão sobre os White Helmets. Fique portanto atento à segunda parte deste artigo!

 

Luís Garcia, 31.12.2016, Chengdu, China

Leia também: 

White Helmets, humanistas ou terroristas? Parte 2

 

 
Vá lá, siga-nos no Facebook! :)
visite-nos em: PensamentosNómadas