Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

AVISO

Devido à manifesta falta de gente interessada em análises de geopolítica, política e outros temas aqui tratados, este blog vai parar por uns tempos, pelo menos. Talvez volte um dia.

Por agora, dedicar-me-ei à publicação de artigos exclusivamente em inglês, no novo site que estou a preparar e que estará pronto dentro de alguns dias: Nomadic Thoughts. Obrigado a todos aqueles que seguiram o blog e que ajudaram a passar a palavra. :)

Inquérito telefónico para o Expresso, por Ricardo Lopes

 

 

 

ou

Aquele dia em que me arrependi de não ter uma app no telemóvel para gravar chamadas

 

Inquérito telefónico para o Expresso.jpg

 

RICARDO MINI copy  SOCIEDADE  

 

Menina do inquérito (MI): Boa tarde, estou a falar com o senhor Ricardo Lopes?

Eu: (Porra, ao Bocaje até pelo cu conheciam, ao gajo do Porsky’s até pela pila conheciam, a mim até pelo número de telemóvel conhecem) Sim, sim.

MI: Olá, senhor Ricardo Lopes, como tem passado?

Eu: (Como a vitela em Bragança) Bem, obrigado.

MI: Isso é que é preciso. Eu estou a contactá-lo da parte do grupo Imprensa, nomeadamente do jornal Expresso, e gostaria de lhe perguntar se estaria disposto a participar num inquérito.

Eu: Sim, sim.

MI: Muito obrigado. Em primeiro lugar, lê o Expresso todos os dias?

Eu: Todos os dias, sim senhor. Em versão impressa e digital.

MI: Muito bem. Podia pedir-lhe, então, para dar uma nota de 1 a 10 em termos de qualidade?

Eu (No imediato segundo): 0.

Silêncio durante 10 segundos.

MI: Ah, desculpe, mas a classificação é de 1 a 10.

Eu: Ah, é de 1 a 10. Ok, 1.

Mais 10 segundos de silêncio.

MI: Mas, então, o senhor lê o jornal todos os dias e só dá 1.

Eu: De lés-a-lés, não falho uma notícia. Até os classificados leio.

MI: Ah, então mas compra o jornal e não gosta?

Eu: Quem falou em comprar? Eu roubo, todos os dias do mesmo quiosque.

Mais 10 segundos de silêncio.

MI: Ah, obrigada, gostava só de lhe falar de uma promoção que estamos a fazer dos 45 anos do Expresso.

Eu: Sim, sim, tudo bem.

Nesta fase, entrei no modo “mãe ao telefone”, em que ou deixo o telemóvel em alta voz e fico a fazer outra coisa qualquer ou continuo com o telemóvel junto ao ouvido mas desligo completamente do que estão a dizer.

MI: …está interessado nesta promoção?

Eu (no mesmo segundo): Não.

Mais 10 segundos se silêncio.

MI: Ah, então, mas porquê?

Eu: Então, não vou gastar dinheiro num jornal a que dou 1, de 1 a 10.

MI: Então, mas disse que lia o jornal todos os dias.

Eu: E leio. Onde é que está a dúvida?

MI: Mas se lê, gasta dinheiro.

Eu: Não. Saco da net, e roubo do quiosque.

Mais 10 segundos se silêncio.

MI: Então, mas se não gosta do jornal qual a sua motivação para o ler?

Eu: Ter mais do que falar mal.

MI: Então, não está mesmo interessado em aderir a esta promoção?

Eu: Então mas já não respondi a essa pergunta?!

MI: E pode indicar-me a razão?

Eu: Já lhe disse, não vou gastar dinheiro em jornalismo da qualidade do jornalismo que se praticava na Burkina Faso no século XXV a.C..

Mais 10 segundos de silêncio, e finalmente lá decide ela terminar a fantochada com a voz um bocado tremida: Ah, agradeço a sua participação (blá, blá, blá) e desejo-lhe uma boa tarde.

Eu: Boa tarde.

 

Foram uns 5 minutos bem reinados.

Ricardo Lopes

 

 
Vá lá, siga-nos no Facebook! :)
visite-nos em: PensamentosNómadas