Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

AVISO

Devido à manifesta falta de gente interessada em análises de geopolítica, política e outros temas aqui tratados, este blog vai parar por uns tempos, pelo menos. Talvez volte um dia.

Por agora, dedicar-me-ei à publicação de artigos exclusivamente em inglês, no novo site que estou a preparar e que estará pronto dentro de alguns dias: Nomadic Thoughts. Obrigado a todos aqueles que seguiram o blog e que ajudaram a passar a palavra. :)

Como os media mainstream branqueiam a al-Qaeda e os White Helmets na Síria (1/4), por Eva Bartlett

 


Parte 1/4

 

Eva Bartlett article 1 1-3 copy.jpg

 

Eva Bartlett POLITICA SOCIEDADE 

 

 

No dia 18 de dezembro de 2017, o The Guardian publicou um vergonhoso ataque contra a jornalista britânica Vanessa Beeley, contra Patrick Henningsen e o seu site de notícias independente 21st Century Wire, contra o professor e escritor australiano Tim Anderson, e contra mim própria. A julgar pelos mordazes comentários à publicação do The Guardian no Facebook, o público no geral não foi na conversa. O The Guardian, assim como o Channel 4 News e o Snopesbranqueiam o terrorismo na Síria, empregam argumentos do tipo non-sequitur, promovem propaganda de guerra,  e pura e simplesmente não entendem nada daquilo que se passa:

 

 

Em 2008/9, ofereci-me como voluntária na ajuda a médicos palestinianos durante os 22 dias de implacáveis e indiscriminados bombardeamentos de aviões de guerra e helicópteros Apache israelitas, e de bombardeamentos vindos do mar, de tanques e de drones. A perda de vidas humanas e de gente ferida foram imensas, com mais de 1.400 palestinianos assassinados e milhares de outros mutilados, na sua maioria civis. Usando equipamento rudimentar e degradado (igual ao que se passa com os verdadeiros socorristas na Síria), os médicos palestinianos trabalharam de forma incansável, dia e noite, para salvar vidas de civis.

 

Não houve uma única ocasião em que eu tenha ouvido os médicos (numa Gaza que é sunita) gritar takbeer or Allahu Akbar enquanto se resgatava civis, muito menos caminhar intencionalmente sobre cadáveres, posar para vídeos encenados ou qualquer um dos outros revoltantes actos que os White Helmets têm sido filmados a fazer na Síria. Estes médicos estavam demasiado ocupados resgatando gente e evacuando antes que viesse outro ataque israelita, e geralmente mantinham um focalizado silêncio enquanto trabalhavam, comunicando apenas o necessário. As únicas ocasiões em que eu me lembro de ouvir gritar enquanto estive a ajudar estes médicos foram os gritos de civis que íamos recolhendo e, em particular, os gritos angustiados de um marido ajudando a colocar as partes do corpo da sua esposa desmembrada numa maca para ser levada para a morgue. Os médicos que conheci em Gaza eram verdadeiros heróis. Os White Helmets, nem pensar. Os White Helmets são grotescas caricaturas de socorristas.

 

 

oli 5

Um membro dos White Helmets . “Neutro e não armado”?

 

CONTÍNUA

Eva Bartlett, 06.01.2018

 

Leia a 2ª parte aqui: Como os media mainstream branqueiam a al-Qaeda e os White Helmets na Síria (2/4) 

Leia a 3ª parte aqui: Como os media mainstream branqueiam a al-Qaeda e os White Helmets na Síria (3/4) 

Leia a 4ª parte aqui: Como os media mainstream branqueiam a al-Qaeda e os White Helmets na Síria (4/4)

 

traduzido para o português por Luís Garcia

versão original em inglês: How the Mainstream Media Whitewashed Al-Qaeda and the White Helmets in Syria

 

 

 

Vá lá, siga-nos no Facebook! :)
visite-nos em: PensamentosNómadas