Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

WHITE HELMETS: Channel 4, BBC, The Guardian – Arquitectos da guerra 'humanitária' - PARTE 3/4, por Vanessa Beeley

20.02.18 | Pensamentos Nómadas

vanessa beeley B - 3.jpg

  

Vanessa Beeley POLITICA SOCIEDADE 

 

Doc Society: O Svengali dos White Helmets?

 

A sua missão: "Juntamos pessoas para desencadear o poder de transformação dos filmes documentais. Nós somos solidários com os realizadores e trabalhamos para uni-los a novos amigos e aliados, construindo novos modelos a nível global. Pretendemos inovar, compartilhar e inovar novamente."

“BRITDOC [Doc Society] estão na vanguarda da inovação em documentários ao nível internacional. De Ping Pong para Virunga, eles foram pioneiros em novas formas de atrair audiências" (Patrick Holland, BBC)

 

 

(A partir de Janeiro de 2018, a Doc Society começará a aplicar o Fundo para Filmes Documentais (BFI). Não poderíamos estar mais orgulhosos e mais prontos para começar a trabalhar para a comunidade criadora de documentários do Reino Unido.)

 

As "cinco áreas estratégicas" da Doc Society são:

1:  Ajudar bons filmes a serem óptimos filmes.

2: Envolver novos parceiros.

3: Criar novas audiências

4: Fazer e avaliar

5: Partilhar e aprender

 

 

Estes cinco objetivos são alcançados através dos seguintes elementos do mecanismo do Doc Society:

1: Os nossos filmes: "somos especialistas em documentários, ajudando bons filmes tornarem-se óptimos: 5 nomeações para óscares e um ganho."

2: O nosso financiamento: "Concedendo 500.000 libras por ano graças à Bertha Foundation e outros; 4.96 milhões de libras concedidas a filmes desde 2005."

3: Good Pitch: “Onde os melhores realizadores em matéria de câmbio social se encontram com novos aliados e parceiros: 29 milhões de dólares angariados em 34 eventos do Good Pitch."

4: Something Real: "recomendação semanal de documentários - os melhores documentários clássicos e de culto, online"

5: Doc Academy – "Recursos de sala de aula gratuitos para professores"

 

 

6: Doc Impact Award: "Para celebrar os documentários com o maior impacto social"

7: Guia de impacto: "Guia detalhado do uso de filmes como ferramenta de mudança social"

 

Acrescentei ênfase aos três aspectos sobre os quais irei me focar na minha pesquisa sobre quem estará por detrás da máquina de promoção dos White Helmets e que atinge tão vertiginosos e sem precedentes níveis, para uma "simples" ONG humanitária.

 

‘Good Pitch’

 


Joanna Natasegara e Orlando Einseidel do Violet Films do Grain Media – sobre o White Helmets do Netflix 

 

Joanna Natasegara e Orlando Einseidel do Violet Films e Grain Media, respectivamente, colaboraram em vários projectos, do quais se pode destacar Virunga (2014, sobre o Congo) e, depois, em 2016, o "documentário" White Helmets que produziram e realizaram para a Netflix. Na realidade, ficaram no lado turco da fronteira com a Síria, recebendo gravações fornecidas pelos White Helmets sem verificação alguma para certificar a autenticidade ou o contexto do material que eles converteram num filme de propaganda vencedor de um Óscar. 

 

 

Virunga foi produzido 2 anos antes de White Helmets e também foi intensamente promovido pelo Doc Society e pelo Good Pitch.

 

 

A equipa de pós-produção que trabalhou no filme White Helmets da Netflix foi apoiada por uma empresa chamada Molinare:

"Tenho o privilégio de liderar a nossa altamente talentosa, dedicada e criativa equipa, e surpreendo-me com frequência com aquilo que a nossa equipa consegue realizar entre a produção e pós-produção, de forma a que tudo soe e se mostre ao melhor nível possível. (Julie Parmenter, director da Molinare)

 

Molinare aparece também na página do “Good Pitch” da Doc Society, assim como a Violet Films.

“Estamos extremamente orgulhosos por termos sido incluídos no prestigioso evento ‘Good Pitch‘ do Sundance Institute e do Britdoc que teve lugar no Royal Institution. Estivemos presentes para debater perante mais de 400 pessoas sobre um projecto muito motivante no qual estamos a trabalhar. Grain Media, Junho de 2013)

 

Vale a pena ressaltar que quer o Grain Media quer o Violet Films trabalham em estreita colaboração com a BBC, o The Guardian, a Al Jazeera e o Channel 4 em inúmeros projectos.

 

Threshold Foundation

 

 

A Doc Society propõe filmes à Threshold Foundation que estes consideram dignos de serem apoiados. Um desses filmes foi o documentário White Helmets da Netflix . 

 

Em Outubro de 2016, recebi um email confidencial de alguém preocupado com o facto de uma ONG ter financiado o films White Helmets: "Tem se tornado claro para mim que, no mínimo, os White Helmets, apoiam a lógica de mudança de regime, visto que eles próprios apelam à criação de uma zona de exclusão aérea que é, de facto, uma declaração de guerra e, no máximo, uma organização completamente fraudulenta e a peça central da manipuladora campanha de relações públicas".  Pouco tempo depois de ter recebido este email, a seguinte declaração apareceu no site da Threshold Foundation:

 

 

Há pouco, enquanto fazia uma investigação sobre o Doc Society, voltei ao site do Threshold Foundation e descobri que uma declaração havia sido removida e substituida com uma outra elogiadora declaração sobre a conquista de um óscar pelos White Helmets. A ferramenta Wayback mostrou-me que a declaração havia sido removida em Março de 2017, imediatamente após os White Helmets terem recebido um prémio da Academia por branquearem a al-Qaeda na Síria. 

 

A declaração ainda está disponível no Google Drive.

 

Que tipo de coerção sofreu a Threshold Foundation para manter o seu incondicional apoio à farsa dos White Helmets? Terá a declaração sido publicada por um elemento insubmisso dentro da organização que se opôs ao facto dos White Helmets serem a "peça central" da "guerra humanitária" destinada a reduzir a Síria à condição de mais um estado falido, como a Líbia? Provavelmente nunca chegaremos a saber a verdade.

 

 

‘Last Men in Aleppo’

 

Good Pitch tem também desempenhado um papel fundamental na promoção do Last Men in Aleppo (LMIA), realizado por Firas Fayyad (à esquerda), um “exilado” sírio residente na Dinamarca. Foi o Good Pitch que geriu todo o processo de incubação e de distribuição deste filme.

 

Firas Fayyad e o seu Last Men in Aleppo passaram do anonimato à nomeação para um Óscar num piscar de olhos, graças à Doc Society.

 

Foi a Good Pitch que introduziu Fayyad à produtora dinamarquesa Larm Films e ao Aleppo Media Centre (criação do Ministério dos Negócios Estrangeiros da França), que produziu um boa parte da narrativa sobre Aleppo Oriental aprovada pela al-Qaeda, incluindo o golpe de misericórdia "humanitário" sobre Omran Daqneesh. Desde então, o Good Pitch encarregou-se por completo do projecto LMIA.

 

 

Soren Jespersen, o produtor de LMIA

“Temos esperança de que o nosso filme traga o sofrimento da população civil de Aleppo para o centro da discussão e que oxalá ponha alguma pressão sobre os políticos, diplomatas e outras pessoas de poder para que de facto façam algo. A Good Pitch é uma rede e um meio de interligar pessoas que sejam entendidas na matéria ou que tenham a acesso pessoas com poder, e que nos possam ajudar a fazer passar o nosso filme em salas importante. Portanto, a Good Pitch é, no fundo, uma organização focada em entrar em contacto com as pessoas certas. Eles conseguem obter algo de palpável. (ênfase adicionado)

 

“Obter algo de palpáve” significa "zonas de exclusão aérea" impostas pela NATO e a escalada do conflito "humanitário". Significa o prolongar da guerra para o povo sírio. Significa sabotar toda e qualquer resolução pacífica ou diplomática para a Síria e para a região.

 

 

Mary Robinson, antigo presidente da Irlanda no evendo Europe Programme 2017 do Good Pitch:

“Acreditamos que a mudança é necessária, sabemos que a mudança é necessária e que, uma forma de obter essa mudança, é a de contar uma boa estória" (ênfase adicionado) 

 

Esta narrativa transformacional é tão levada a sério por aqueles que se empenham em "humanitárias guerras RdP", que acaba por levar à devastação em série de nações soberanas como a Líbia, o Iraque, a Síria e por aí fora. 

 

Last Men in Aleppo recebendo o prémio do Sundance Film Festival 2017. O realizador Firas Fayyad e o co-realizador e editor Steen Johannessen.

 

Last Men in Aleppo ganhou os seguintes prémios poucos depois de ter sido lançado através dos canais da Good Pitch:

1: O documentário teve a sua estreia mundial em Janeiro de 2017 no Sundance Film Festival, onde ganhou o prémio World Documentary Grand Jury Prize.

2: Março de 2017 –  o prémio “Top Prize” no CPH:DOX Festival".

3: Março de 2017 –  Grasshopper Films assumiu os direitos do Last Men in Aleppo.

4:Octubro de 2017 – Recebeu o préio para Documentário Mais Inovador no segundo evento anual do POV Critics’ Choice Documentary Awards.

5: Janeiro de 2018: Documentário para o Óscar de melhor documentário na 90ª Cerimónia de Entrega dos Óscares a ter lutar em Março de 2018

 

Parece que o Good Pitch faz jus ao seu nome. 

 

Acredito que seja seguro concluir que existe uma vasta e bem financiada máquina de relações públicas operando nos bastidores da organização dos White Helmets, branqueando a sua desacreditada imagem e planeando a sua trajectória política, mediática e hollywoodesca. Focada em campanhas de relações públicas temos, então, aquilo que se pode denominar de exército mediático, liderado pelo Channel 4, a BBC e o The Guardian. E o Doc Society é o centro de operações para as secções de cinema e de relações públicas.

 

Agora é que a coisa começa a ficar interessante. Quem são afinal os parceiros da Doc Society?

 

Parceiros do Doc Society

 

 

Um dos parceiros fundadores é Channel 4; outros grandes parceiros são a BBC, a Ford Foundation e a Bertha Foundation.

 

Só falta o The Guardian, ou será que não?

 

 

“O The Guardian colabora com a Bertha Foundation para transmitir, através de documentários internacionais, estórias com um impacto global. Incomendámos uma série de 12 filmes documentais a realizadores independentes. A série segue assuntos globais, focalizando-se em filmes que tenham o poder de destacar temas contemporâneos e de chamar à atenção de pessoas e de movimentos que estão tendo um papel relevante no mundo."  (Ênfase adicionada)

 

Last Men in Aleppo foi o vencedor do Sundance Film Festival Award 2017, nada de surpreendente, se se tiver em conta que o Sundance é também um dos principais parceiros do Doc Society:

 

 

Robert Redford é presidente e fundador do Sundance Institute.

“O Progama do Sundance Documentary Film apoia realizadores de não-ficção, do mundo inteiro, na produção de documentários focados em temas contemporâneos. Criado em 2002 com o apoio financeiro da Open Society Foundations“.

 

A este acrescente-se Bertha Foundation, Rockefeller Foundation, CNN Films e National Geographic, entre outros.

 

 

Completando o circuito, regressamos a Morgan Spurlock do Huffington Post, adicionando um pouco mais de culto de personalidade à mistura:

 

 

E descobrimos que a Open Society Foundation, patrocinadores do Sundance Institute, são também fãs do conceito  Good Pitch, uma "obra do Doc Society":   

 

  

Good Pitch criou uma comunidade de fabricantes de mudanças que partilham a mesma mentalidade e que acreditam no poder de usar estórias para impulsionar a justiça social pelo mundo fora"

 

Vanessa Beeley, 01.02.2018

Leia a 1ª parte aqui

Leia a 2ª parte aqui

Leia a 4ª parte aqui

 

traduzido para o português por Luís Garcia

versão original em inglês: WHITE HELMETS: Channel 4, BBC, The Guardian – Architects of ‘Humanitarian’ War

 

 
Vá lá, siga-nos no Facebook! :)
visite-nos em: PensamentosNómadas