Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Pensamentos Nómadas

Nomadic Thoughts - Pensées Nomades - Кочевые Мысли - الأفكار البدوية - 游牧理念

Se eu fosse conservador do Registo Civil, por Ricardo Lopes

 

 

001 template white circle~MESMO.jpg

 

RICARDO MINI copy  SOCIEDADE  

 

Se eu fosse conservador do Registo Civil, e a lei que o governo, o BE e o PAN querem fazer passar, que permite às pessoas mudar de sexo e nome aos 16 anos, a primeira pessoa que me aparecesse para mudar o sexo nessa idade e que parecesse completamente do sexo com que nasceu e não tivesse feito nada para parecer do sexo para o qual queria mudar, a conversa entre mim e a pessoa decorreria da seguinte maneira:

 

Tranny (com voz efeminada): Bom dia!

 

Eu: (Olha a fava que me veio calhar logo pela manhã.) Bom dia, meu senhor, o que deseja?

 

Tranny: Senhor? Nem sequer perguntou se eu sou homem ou mulher?

 

Eu: Está a ver o meu tio?

 

Tranny: Não, porquê?

 

Eu: Pois, ele também não está aqui, como é que o havia de ver? Mas acha que eu me viro para o meu tio e lhe pergunto se ele se identifica com uma mulher?

 

Tranny: Não.

 

Eu: Então, você parece-se com o meu tio, porque é que eu havia de o tratar de maneira diferente? Tem a mania que é mais do que os outros?

 

Tranny (confuso): Bem, okay, eu vim mudar de sexo.

 

Eu: Você acha que o sexo é biológico ou é a sociedade que impõe?

 

Tranny: É a sociedade que impõe.

 

Eu: Então para que é que quer mudar de sexo? Não são todos iguais?

 

Tranny: Mas eu sinto-me mulher, sua besta asquerosa!

 

Eu: Eu não digo que não. Aliás, eu às vezes também me sinto mulher?

 

Tranny: Ah, sim?! Desculpe! Não tinha percebido que também era trans.

 

Eu: Não, às vezes sinto-me mulher quando tenho sonhos molhados com atrizes porno. Como tudo acontece na minha cabeça, eu sou ao mesmo tempo a atriz porno.

 

Tranny: Ah, seu estúpido hediondo! Vou fazer queixa de si!

 

Eu: Tenha calma. Deixe-me só continuar o raciocínio. Então, porque é que diz que se sente mulher?

 

Tranny: Porque me sinto mulher?

 

Eu: No corpo de um homem?

 

Tranny: Sim.

 

Eu: Então, existem homens e mulheres, certo? É algo biológico, e que não é imposto pela sociedade, certo?

 

Tranny: Não, é pela sociedade, porque há mulheres com pila e homens com vagina.

 

Eu: Ah, então deve ser por isso que uma vez apanhámos o meu tio a levar no cu do Fernando e ele disse que não queria dizer que ele fosse gay. Às tantas tem uma vagina. Se calhar é como o senhor, e por isso é que é tão parecido.

 

Tranny: Ah, seu ser odioso!

 

Eu: Calma! Então se é a sociedade que inventa e impõe tudo, porque é que diz que se sente mulher?

 

Tranny: Porque me sinto mulher, é assim que eu sou.

 

Eu: Então se é assim que é, nasceu assim?

 

Tranny: Sim!

 

Eu: Então quer dizer que nasceu a sentir-se mulher, e por isso é uma mulher biológica, certo?

 

Tranny: Não! Não sabe que eu me desenvolvi livremente, e acabei por me desenvolver como uma mulher? Você é um ignorante!

 

Eu: Calma! Então se não é biológico, porque não nasceu assim, então foi você que decidiu que era mulher, certo?

 

Tranny: Claro! Porque nós somos livres para decidir isto! Ninguém nos impõe!

 

Eu: Então, quer dizer que inventou que é mulher.

 

Tranny: Não, não inventei que sou mulher! Eu sou mulher!

 

Eu: Mas então, para ser mulher, é porque nasceu mulher, certo? Tal como os gays dizem que nasceram gays…

 

Tranny: Não!

 

Eu: Então, mas não soube sempre que era uma mulher?

 

Tranny: Sim!

 

Eu: Então, se soube sempre, é porque nasceu mulher, certo?

 

Tranny: Sim!

 

Eu: Então, é porque homem e mulher são categorias biológicas, e não são inventadas pela sociedade, certo?

 

Tranny: Não! Seu estúpido desmiolado! Não percebe nada! Já me está a ofender!

 

Eu: Não, eu estou só a fazer o meu trabalho. Disse que vinha mudar de sexo, e eu quero perceber que me está a dizer a verdade sobre sentir-se do sexo oposto. Então, sempre se sentiu assim ou não?

 

Tranny: Sim, já disse que sim!

 

Eu: Então, é porque nasceu mulher.

 

Tranny: Sim, nasci mulher, toda eu sou mulher, da cabeça aos pés, do olho do cu à cabeça da pila!

 

Eu: Pronto, não se exalte. Agora, uma última pergunta, que volto a fazer. Então, há pessoas que nascem naturalmente mulheres ou homens, certo?

 

Tranny: Sim!

 

Eu: Certo, obrigado então por ter confirmado que o sexo é biológico, e que não é inventado pela sociedade, porque se fosse ou alguém lhe tinha imposto o sexo feminino, que ninguém impôs, porque toda a gente sempre o tratou como homem, ou então você tinha inventado isto tudo. Ainda quer voltar atrás, negar que nasceu mulher e dizer que alguma destas últimas duas coisas que eu disse é verdade?

 

Tranny (a bufar por todos os lados): Não, é isso, eu nasci mulher!

 

Eu: Ah, bom! Agora diga-me só outra coisa, faz tenção de mudar fisicamente para parecer uma mulher e não uma versão homossexual do Zezé Camarinha?

 

Tranny: Ah, seu asqueroso de merda! Não, não vou mudar! Já lhe disse que há mulheres com pila!

 

Eu: Então, faz tenção de andar a foder os cornos a toda a gente que não o tratar como mulher, apesar de parecer o meu tio?

 

Tranny: Ah, sua besta quadrada! Nem tenho palavras!

 

Eu: Ainda bem que não tem, assim não me chateia mais. Andor!

 

Ricardo Lopes

 

A ver sobre o tema:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Vá lá, siga-nos no Facebook! :)
visite-nos em: PensamentosNómadas

Comentar:

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.